5 mulheres importantes na moda

Sempre questionando padrões e propondo ideias inovadoras, as mulheres foram peças-chave na história da moda! O setor têxtil passou por grandes transformações trazendo pautas a frente do costume de cada época. Dessa forma, com muita coragem e criatividade, as mulheres da moda conquistaram importantes feitos e inspiraram mulheres ao redor do mundo. 

Não temos dúvidas que a moda e a história caminham juntas! Pensando nisso, fizemos uma lista de cinco mulheres importantes na moda. 

Elsa Schiaperelli (1890 – 1973)

Elsa, estilista italiana, conseguia unir perfeitamente as peças surrealista e exóticas com excelentes cortes e acabamentos. A técnica trompe l’oeil, uma das suas marcas registradas, trazia acessórios irreverentes como chapéus em formato de sapato, bolsa-telefone, peças estampadas com imagens de animais e anatomia humana destacando olhos, mãos e boca. A inspiração surrealista trouxe novos materiais para a sua criação como:  zíper, crepe de seda, celofane e fibra sintética. Entre os anos 20 e 30, a italiana abriu uma loja chamada Poour le Sport e contratou artistas plásticos para criarem  acessórios e tecidos para sua marca, entre eles, o surrealista Salvador Dali. 

Um dos legados mais importantes da Elsa Schiaparelli, sem dúvidas, é o rosa shoking. O tom rosa, forte e intenso está cada vez mais atual e presente nas passarelas e no street style. 

 

Carmem Miranda (1909 – 1955)

“Sou brasileira, apenas nasci em Portugal”, dizia Carmem Miranda. A cantora, nos anos 40, quando vivia o auge da sua carreira conquistou o maior salário pago a uma mulher. Construiu um estilo bem brasileiro ao se vestir  trazendo cores vibrantes e sensualidade. Com muita extravagância, mesclava acessórios, sapatos plataformas, chapéus de frutas e turbantes. Dessa forma colocou a cultura latina no mapa e se tornou um ícone para o mundo todo. 

Na época, foi altamente criticada por estereotipar a mulher latino-americana, entretanto, seu legado é inquestionável ao levar seu estilo ousado e irreverente para o mundo e deixar a sua marca registrada. 

 

Íris Apfel (1921)

Empresária, designer de interiores e ícone da moda, Íris Apfel, no auge dos seus 100 anos tem uma aparência marcante. Com cabelos brancos, armações de óculos maximalistas e joias de tirar o fôlego, ela é um ícone que atravessa gerações. 

Sempre a frente do seu tempo, foi uma das primeiras mulheres a usar calça jeans, quando ainda não existiam opções femininas. 

“Odeio fazer as coisas parecidas com todo mundo, e isso é muito difícil em uma sociedade tão imediatista. As pessoas precisam entender a beleza dos processos de criação. Vejo tantos designers fazendo tudo igual uns aos outros. É uma corrupção criativa.”

Íris ganhou mais popularidade na exposição do Rara Avis no Metropolitan Museum of Art, onde mais de 90 looks e 1000 acessórios foram expostos. 

Para saber mais sobre a história de Irís Apftel, assista o documentário Íris, Uma vida de estilo, lançado em 2014. Clique aqui para assistir o trailer.

 

 

Mari Quant (1930)

Nascida em Londres, Mary Quant foi a responsável por introduzir os primeiros modelos de minissaias no guarda-roupa feminino e criar o primeiro modelo de hot pants. 

Sempre com ideais a frente do seu tempo, apresentava criações mesclando minissaias, blusas justas e botas de cano alto, algo bem diferente do que usavam na época. Kant vem logo em seguida ao “New Look” de Chistian Dior, e propôs com ousadia quebrar o clima de glamour de uma forma mais divertida. 

As minissaias caíram no gosto das mulheres e começaram a ser produzidas em escala industrial e comercializadas no mundo todo. Mary Quant revolucionou o vestuário feminino e incentivou os jovens londrinos nos anos 50 e 60 a se vestiram para si mesmo. Um discurso bem atual! 

 

Naomi Campbell (1970)

A modelo foi a primeira mulher negra a ser capa da revista Vogue, inspirando outras meninas negras a irem atrás dos seus sonhos e se tornando uma das maiores referências das mulheres negras na moda! Começou sua carreira aos 15 anos e desfilou em desfiles de grandes e renomadas marcas como Ralph Lauren, Versace, Jean Paul Gaultier, Yves Saint Laurent. Foi homenageada e reconhecida oficialmente pela CDFA (Council of Fashion Designers of America) como ícone fashion.

Sempre muito engajada, Naomi tornou porta-voz do racismo na indústria da moda e levantou pautas sobre a desigualdade de pagamentos. 

Além dessas cinco, existem tantas outras mulheres importantes na moda, sejam personalidades atuais ou mais clássicas. Vamos adorar saber qual a sua maior inspiração. Conta para a gente nos comentários!

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
How to wear: estilo boyfriend